PT aciona TCU por campanha de Bolsonaro em horário de expediente


Um dos exemplos citados refere-se ao comício que contou com a participação de Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG), às 9h30min

O PT (Partido dos Trabalhadores) recorreu ao TCU (Tribunal de Contas da União) para denunciar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por atos de improbidade ao fazer campanha em horário de expediente do Executivo Federal.

No documento, ao qual a reportagem teve acesso, a equipe jurídica do partido cita exemplos de eventos realizados pelo presidente e candidato à reeleição, quando, na verdade, deveria estar trabalhando, segundo a sigla.

Um dos exemplos citados refere-se ao comício que contou com a participação de Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG), às 9h30min. O partido diz que o evento “se deu em horário de expediente público, evidenciando, desta maneira, o uso da máquina pública para promover sua campanha eleitoral”.

Segundo o PT, “é inescusável que o Denunciado [Bolsonaro] ao abandonar suas competências de Presidente da República assume postura completamente imoral e antiética que tem efeitos não apenas nas suas competências individuais, mas de todos os servidores, funcionários, assessores e colaboradores do Poder Executivo que cumprem expediente normal no Palácio do Planalto”.

A denúncia, que é assinada por onze advogados de dois escritórios, aponta para possível “ocorrência de violação a princípios gerais da administração pública e violação do dever de probidade” e pede a apuração do TCU.

A reportagem procurou a assessoria da Presidência da República e aguarda retorno.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published.