Homem executado em porta de boate teria questionado valor de R$50 pela entrada


Não satisfeito com o valor da conta a vítima teria iniciado uma confusão. O suspeito entrou na briga e atingiu com ao menos dois tiros.

Por Tereza Neuberger
[email protected]

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) considera a hipótese de que Raphael Martins Alves, de 28 anos, executado a tiros em frente a uma boate de striptease em Taguatinga Sul, na madrugada do último domingo (21), teria sido morto por conta do valor cobrado pela entrada no estabelecimento. Até o momento nenhum suspeito foi preso.

De acordo com as investigações, Raphael chegou à Boate Imperium Club na companhia de dois primos. Os três se divertiram, jogaram sinuca e não consumiram bebida alcoólica no local, segundo um dos familiares. Antes de ir embora Raphael foi ao caixa para acertar a conta por volta das 4h30, ele não teria concordado com o valor de R$50 reais cobrado pela entrada na casa noturna e iniciou uma discussão com o segurança do local.

Raphael Martins Alves, de 28 anos foi executado na porta de uma boate em Taguatinga Sul.

O segurança, que trabalha há duas na casa noturna, contou em depoimento que estava na guarita quando ouviu o vozes alteradas e sinais de confusão. Ao averiguar do que se tratava ele alegou que tentou impedir verbalmente o rapaz. Nesse momento, o jovem teria desferido um soco no rosto do funcionário. O primo de Raphael rebate a versão do segurança, de acordo com ele o funcionário teria inicialmente dado um soco no rosto de Raphael.

O segurança e o primo de Raphael contaram que um homem alto e magro resolveu entrar na briga e partiu para cima da vítima. Raphael então saiu da boate com um taco de sinuca e o suspeito também foi para fora do estabelecimento. Já do lado de fora, o suspeito efetuou um disparo de arma de fogo para cima e foi repreendido pelo funcionário, porém o agressor começou a incitar Raphael dizendo: “Vem, vem”.

A vítima caiu na provocação e foi em direção ao suspeito e acabou atingido com ao menos dois tiros no pescoço. Os primos de Raphael tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso. O Corpo de Bombeiros (CBMDF) foi acionado, mas ao chegarem no local encontraram o rapaz já sem vida.

A 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) segue com as investigações com o intuito de identificar e prender o principal suspeito.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published.