Empresa furtada teve prejuízo de R$20.000 mil no SIA


O suspeito estava vendendo as baterias furtadas em sites de compra e venda na internet por R$300,00 reais cada.

Por Tereza Neuberger
[email protected]

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu em flagrante um homem, de 30 anos, pelo crime de receptação uma semana após o crime. Ele estava comercializando baterias frutos de furto e confessou o crime na delegacia.

Policiais da 8ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal tomaram conhecimento acerca de um furto de cerca de 44 (quarenta e quatro) baterias, avaliadas em R$ 20.000,00 reais, ocorrido em uma empresa localizada no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) no último dia 17.

O suspeito fez anúncios das baterias furtadas em sites de compra e venda na internet.

Durante as investigações foram localizadas 16 (dezesseis) baterias em uma residência, em Ceilândia. O dono da residência foi preso em flagrante, ele estava realizando anúncios dos produtos furtados em sites de compra e venda na internet. As publicações foram feitas cinco dias após o furto na empresa.

“O mesmo confessou que estaria vendendo cada bateria por cerca de R$ 300,00 reais” afirma Peralva. Se condenado, o preso poderá pegar uma pena de até 04 anos de prisão.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published.