Bolsonaro chega a Londres para acompanhar o funeral da rainha Elizabeth II


Ainda neste domingo, Bolsonaro deve ir ao Westminster Hall, onde acontece o velório de Elisabeth II, e assinar o livro de condolências

Assim como diversas autoridades mundiais, o presidente Jair Bolsonaro (PL), a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e a comitiva brasileira chegaram a Londres na manhã deste domingo, 18, para o funeral da rainha Elisabeth II nesta segunda-feira, 19, e as cerimônias que antecedem o enterro da monarca.

Do aeroporto, Bolsonaro seguiu para a casa do embaixador brasileiro em Londres, onde foi recebido pelos seus seguidores. O presidente fez um discurso para os seus eleitores. Muitos carregavam a bandeira do Brasil, assim como vestiam camisetas da nação.

Posteriormente, o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, também chegou a residência do embaixador.

No sábado, 17, Bolsonaro postou nas redes sociais que partiu do Recife para Londres.

Ainda neste domingo, Bolsonaro deve ir ao Westminster Hall, onde acontece o velório de Elisabeth II, e assinar o livro de condolências.

Segurança reforçada

O velório público será encerrado às 06h30 (02h30 em Brasília) desta segunda-feira, 19, data para a qual está marcado o funeral de Estado no Castelo de Windson. Mais de 100 chefes de governo e Estado são esperados para a cerimônia principal.

Além de Bolsonaro, líderes de todo o mundo chegam a todo o momento em Londres para acompanhar o funeral da Rainha Elisabeth II.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o da França, Emmanuel Macron, assim como os monarcas da Espanha, Suécia, Noruega, Luxemburgo, Mônaco, Bélgica e Holanda estarão presentes na ocasião. Biden chegou na noite de sábado com a esposa Jill e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau. Ele se reuniu no mesmo dia com o rei Charles III e outros representantes da comunidade das nações Commonwealth.

A concentração de tantos líderes e o funeral representam um desafio de segurança “maior do que para os Jogos Olímpicos de 2012″, disse o vice-comissário da Scotland Yard, Stuart Cundy.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published.